sábado, 21 de fevereiro de 2009

O "para sempre" dúbio.


Madrugadas embriagada de sono, folhando os livros empoeirados, sorrindo para fotos antigas e me extasiando com a fumaça do cigarro aceso no cinzeiro. Talvez ninguém possa entender e acreditar que o para sempre existe, o amor é verdadeiro e a dor é prazerosa. Olhar você mudado, crescido, alegre, me faz mudar, crescer e sorrir. Eu penso tanto no ontem e faço dele o meu hoje para reconstruir o meu amanhã que querendo ou não eu temo, eu temo. Ser pra sempre sua, ter pra sempre a ti. Promessa assim é difícil se definir. Eu te desejo o bem, eu te desejo além, mas não aceito a condição de ser o motivo de outro alguém. Você me faz falta, você me faz bem mesmo não sabendo mais disso. Eu quero poder te ver sorrir de prazer, prazer comigo, prazer amigo, prazer contigo. Amor, eu estou aqui a te sentir, amor eu estou aqui a te esperar e lembre-se o pra sempre, meu bem, existe agora.

11 comentários:

Wellington disse...

Bom post, romantico! =P
Gostei do seu blog, quem sabe vc não se torna DESTAQUE NWB! =D Mande comentários por lá tbm!

http://br.geocities.com/neowellblog

Sucesso pra vc!

America disse...

adorei o post

Renan Barreto disse...

Texto muito bonito. As imagens são de fácil entendimento e são também profundas. Parabéns.

Se quiser visitar o meu outro blog é http://deepwithinasoul.blogspot.com

valeu

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Outro dia peguei alguns albuns antigos, para poder escanear algumas fotos. A fotografia é algo mágico, que te faz sorrir, chorar, mas sobretudo mostra que de alguma forma a o para sempre existe.

Lidia disse...

Adorei ,lindo *-*

Ricardo Thadeu disse...

O para-sempre, mulher, existe para sempre. Nada é eterno até que se conceitualize.


Bye

Alam Oliveira disse...

Embora esteja escrito em forma de prosa, sem uma estruturação em estrofes, é possível sentir o rítmo e linguagem poética, sutil e envolvente!

Gostei do complexo causado pela expressão temporal: "Eu penso tanto no ontem e faço dele o meu hoje para reconstruir o meu amanhã que querendo ou não eu temo, eu temo."

Também me sinto em certos momentos confuso!

Sucesso com seu blog e depois se der passa lá no http:revolucao29.blogspot.com/

Minerva 02 disse...

Gostei do seus texto Parabens ^^

http://celtasim-h.blogspot.com/

Bruno (de mim para mim) disse...

Poético e inspirador...
seu blog me fez puxar fôlego para continuar...
que maravilha. quero ser seu amigo, degustar desse encanto nas palavras. e ter seus comentários no meu.

parabens

Bruno (de mim para mim) disse...

TEM PREMIO SEU LÁ NO MEU BLOG.
PARABENS
ESTÁ BEM LÁ DO LADO.
"assino em baixo"

Thiago Assis disse...

Ah, o para sempre é relativo =]
E essa confissão ficou muito, muito linda


www.thiagogaru.blogspot.com