quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Planos inacabados


Essa convulsão de sentimentos e pensamentos me trás náuseas e desejos. Os cigarros já amenizados forçadamente não trás aquelas lembranças intragáveis que antes eu insistia em tragar. Tolerar o intolerável, traçar o impossível. Os dias não tão claros assim me mostram que o ontem está cada vez mais distante e que o presente não existe mais. Patética é a forma que vivo a esperar aquilo que nunca esteve presente, tão patético quanto o sorriso que insisto em te lançar. O cansaço nunca chega e talvez isso é que cansa de verdade. Talvez possa ter ultrapassado os limites, mas isso não importa quando me lembro do bem que você me proporcionava, simples, rápido e avassalador. Tantos planos que não acabarão em prantos, não pra mim, não assim.

10 comentários:

sebastian disse...

me gusta la foto

Thiago Assis disse...

Tem selo pra ti no meu blog =]

Lê Stabiili disse...

"O cansaço nunca chega e talvez isso é que cansa de verdade."
Faço minhas essas suas belas e sabias palavras!!!

Amei cada vírgula de seu texto...me identifiquei muito..!!!São esses planos inacabados que maltratam a gente!!!

Muito bom mesmo o post...e adorei a foto!!!

Abração pra ti e ótimo dia!!!

Bruno (de mim para mim) disse...

Como sempre, apreciei o seu texto.
Sempre firme e metáforico. Ler eles é como escrever dentro de mim palavras de alguém que parece comigo, mas que tem outra vida.

Gostei msm.

Planos inacabados : otimo Tema.

Andréia disse...

gosto muito da forma como vc escreve..

Philip Rangel disse...

nada se termina tudo se reconstroi....

Thiago Assis disse...

E sobre o post, eu adoro a esperança que há sempre no fim dos teus posts
=]

www.thiagogaru.blogspot.com

Pedro453dm@hotmail.com disse...

seu blog é muito bom !

é de longe o melhor blog que eu já vi !

primeiro pelas cores, letras verdes e brancas no fundo preto !

você me agradou em tudo com esse blog, mas o conteudo supera tudo que eu esperava !

eu sinto cada palavra que leio, seu estilo é visceral, você sabe transportar os sentimento com as suas palavras.

Thiago Assis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago Assis disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.