segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Entre curvas e sexo


Eu preciso gostar de você sem me confundir em curvas e sexos. Tentar não me prender em seus sorrisos e olhares mais tentadores. Tudo isso é uma mistura sensata de desejo e algo mais. Talvez eu pense demais por tão pouco. Mas ao mesmo tempo eu sempre penso que poderia ter feito mais por tudo isso. Os seus papos sempre inacabados e com um gosto incontrolado de quero mais. Sinceramente, eu gosto de você sem mais, eu quero sempre te ter, de alguma maneira. Mas você sempre esquece ou eu que acabo lembrando demais. Eu cansei de te julgar, eu cansei de me conformar. Eu não me importo mais com aquilo que você diria quando finalmente eu me declarasse. Como me declaro todo dia, mas você nunca vê. Eu gosto de você.

5 comentários:

Luanne de Cássia disse...

Até porque não se foge daquilo que nos cerca por todos os lados''

bjO

Matheus Muniz disse...

"Eu não me importo mais com aquilo que você diria quando finalmente eu me declarasse. Como me declaro todo dia, mas você nunca vê." - Essa foi foda.

Declarações ao vento que espero que cheguem aos ouvidos seus. lalará

Gostei do seu blog. :)

njlo75 disse...

belo,muito belomuito bom o seu blog..espero sua visita no meu..abraços.
http://desenhospoeisiascomportamento.blogspot.com/ e me siga tbmmmm..rsrs

thaic. disse...

adorei.

Fran.ciellen :) disse...

'como me declaro todos os dias e você nunca vê'

é, acho que precisava dizer isso pra alguém.





amei :)